15 de maio de 2008

Carta aos meus filhos!


(Ano 2)

Há tempos atrás estava me transformando em uma completa estranha para os filhos, talvez eu tenha esquecido qual a finalidade de ser mãe, não que sempre acerte em meus julgamentos, ou que sou sempre paciente, não sou, também dou bronca, umas palmadas, mas havia esquecido de dizer aos meus filhos o tamanho do meu amor por eles, agora teremos boas lembranças juntos.
O Alexandre e o Gabriel são extremamente ativos, estão sempre correndo pulando e falando, e me contagiaram em uma noite de frio quando me vi estava virando cambalhota (a coluna nem conto)na cama com os dois, foi uma bagunça tamanho família.
A casa pela qual estamos batalhando esta virando uma realidade a cada dia que passa, no domingo fomos plantar muda de acerola, fazer vasos de flores, os meninos se divertirão muito e eu mais ainda vendo o Alexandre lutar com a enxada para abrir os buracos, o Gabriel com sua miudeza segurando a muda, recordei de mim mesma na infância, minha mãe grávida de Thais abria os buracos, eu jogava as sementes, o Neto enterrava e a Nina molhava, (morei em uma chácara até os sete anos) há muito tempo que não recordava com nostalgia da minha própria infância, eu me vi naqueles dois molequinhos imundos.
Ser mãe é nunca mais ter uma noite de sono decente, mas é tão bom aquela festinha que eles fazem quando chego em casa depois de um dia exaustivo de trabalho, por instantes percebo o ‘por que’ de tudo, e aguardo ansiosa por mais um domingo de sol.
*Este ano tive uma boa surpresa neste dia das mães, o Alexandre escreveu uma carta sozinho, ficou muito lindo.
Abraços Rosa

4 comentários:

Paulo disse...

Bonita descrição de familia. Bom fds

Blog do M@rcondes disse...

Construir um lar, uma casa e uma vida, é algo recheado de detalhes que muitas vezes passam despercebidos. O tempo vai fazendo com que a gente desacelere o pensamento e as atitudes e passe a saborear pequenas coisas que até então não tinham grande importância, ou pelo menos não recebiam a devida atenção. Interagir com filhos, valorizar as conquistas e sentir orgulho de nós mesmos pelo que representamos é algo indescritível, é parte da realização do ser humano na sua essência. Tenho visitado o teu blog e essa “nova cara”, cores e post, retratam bem o momento em que vives. Abraços e muita saúde a ti e os teus!Em tempo: Teus filhos tem carinhas de sapecas hein!

Elefante disse...

Rosa parabéns pelos seus filhos, e são esses pequenos momentos, que nos animam a estarmos muitas vezes numa rotina cansativa, mas sabemos que a recompensa chega quando estamos em casa ou no fim de semana e vemos pra quem é que estamos lutando, e daí todo esforço vale a pena. Lembrando que o endereço do meu blog agora é: www.elefantao.zip.net
Abraços

Blogildo disse...

Eu só tenho 10 meses de paternidade e já me emociono um bocado. Sei exatamente do que vc fala.
Parabéns pelos meninos!