26 de outubro de 2007

Afins...

Chamou-me a atenção!

A música modela o caráter e, portanto, participa da determinação de questões sociais e políticas. “Damon me diz – e acredito plenamente nisso – que quando mudam os estilos de música, as leis fundamentais do Estado mudam com eles.”


(Daniel O’Conell: “Deixe-me escrever as canções de uma nação, e não me importarei com quem faz as leis.”).

A história da Filosofia – Will Durant cap. VII A Solução Psicológica por Platão.




Descobri no dentista.

Doação de ossos.
Calcula-se que metade da população possa doar, um único doador pode beneficiar 35 pessoas se contarmos ossos, tendões e cartilagens.
O principal motivo da escassez: a família acha que o corpo ficara desfigurado com a retirada do esqueleto, a legislação brasileira exige que sejam substituídos por próteses de plástico, e não permite mexer nos ossos da face.

Como ser um doador?

Deixe sua família avisada sobre sua vontade. Só com a autorização por escrito de um parente próximo ou representante legal a retirada pode ser feita. Mais informações disque-saúde 0800 611997.
Revista Nova edição de Abril de 2006.



Teoria.

“Você sabe por que Eva comeu a maçã?
Simplesmente porque ela não tinha nenhuma amiga com quem pudesse falar mal do Adão. Aí apareceu aquela cobrinha simpática oferecendo uma maça – que não engorda e ainda faz bem para a saúde - , o resto já é sabido. Se a nossa amiga cobra não tivesse existido, Eva com certeza teria matado Adão de tédio!”


Ingrid Guimarães, falando sobre a necessidade das amigas na vida de uma mulher.


Imagem 1 Imagem 2 Imagem 3

8 comentários:

Poeta da Lua disse...

oh, rosa...
cadê você?

rosa,
rosa que eu nunca vi...
saudade de teu pensar...
saudade de teu sorrir...

cadê você?
oh, rosa...

beijo-te com um sorriso...

Rafaela Silva Santos disse...

Rosa há pessoas que não tem consciência sobre o qto doação é importante, eu sou doadora e não abro~mão!Já sobre a Ingrid ai ai rsrsr, hilário essa releeitura sobre o pecado.Beijuuss

Ricardo Rayol disse...

doação de ossos? nem sabia que era possível.

Alexandre Core disse...

Rosa,

O seu "Quem sou eu" já vale um blog inteiro. Perfeito!

Blog do M@rcondes disse...

É uma coisa tão simples, só faz bem e é apenas uma questão não ser egoísta. O que a pessoa depois que morrer pode desejar? Pelo menos é uma oportunidade de ser útil depois de morto e diminuir o espaço nos cemitérios.
Cinfidenciando publicamente:
Arrumei pra mim com um defensor da maconha este final de semana. Mesmo chamando ele de remelento ele não degruda. É ruim né?

ELEFANTE disse...

Essa da doação de ossos não sabia.Quanto a Eva e a maçã , acho que o que mata os homens de tédio, é certas amigas da mulher.

S disse...

Oi rosa, eu sou doadora de órgãos.
Infelizmente não posso doar sangue por conta das tatuagens que tenho...
Já avisei à minha mãe que depois que eu morrer, não precisa de velório caro, nem de visita ou missa. Se alguém quiser fazer alguma coisa por mim, que seja enquanto eu estiver viva. Depois disso, quero viver na recordação das pessoas que conheci e através daquelas que eu ajudar.
E quanto ao Jesus, bom, é um carinha que eu conhecí....
Beijos

Blogildo disse...

Essa da Eva foi muito boa! Vou passar para a frente!